Botafogo toma virada e precisa de 100% para evitar queda.

Matheus Babi chega a abrir o placar para os alvinegros, mas Atlético-GO garante triunfo por 3 a 1.

O Botafogo segue em seu calvário no Campeonato Brasileiro. Na tarde desta quarta-feira, no Nilton Santos, a equipe de Eduardo Barroca chegou a sair na frente com gol de Matheus Babi. Porém, com novos erros defensivos, a equipe de Eduardo Barroca acabou envolvida pelo Atlético-GO e amargou o revés por 3 a 1. Danilo Gomes, Zé Roberto e Vitor marcaram para o time goiano em jogo válido pela trigésima-primeira rodada.

A equipe de Marcelo Cabo vai a 39 pontos e neste domingo encara o Fortaleza, às 18h15. Já o Botafogo, que segue estacionado nos 23 pontos, fará o ‘Clássico Vovô’ com o Fluminense no mesmo dia às 20h30. Segundo os cálculos, a equipe tem de vencer todos os sete jogos restantes. 

Muita luta, mas as chances…

Não faltou empenho, mas as duas equipes demoraram a deslanchar no duelo no Nilton Santos. Diante das dificuldades, em especial, para concluir as jogadas, a primeira chance nítida aconteceu aos 22 minutos com o Atlético-GO, em uma cabeçada de Zé Roberto que passou rente à trave. Em seguida, Wellington Rato levou calafrios à defesa alvinegra ao desviar cruzamento de Janderson.

Pouco a pouco, o Botafogo conseguiu transformar sua pressão ao atacar em chances claras. Após cobrança de escanteio, Marcelo Benevenuto cabeceou com força, mas Jean abafou o grito de gol. Lançado como titular, Matheus Nascimento esticou a Matheus Babi, que perdeu a disputa com a defesa. Na sobra, Victor Luis teve liberdade para avançar pela esquerda e se enrolou com a bola.

Haja eletricidade

O ritmo acelerou na volta do intervalo. Mais impetuoso, o Atlético-GO encontrou brechas para arriscar. Pereira avançou pela esquerda, encheu o pé e obrigou Diego Loureiro a fazer uma defesa providencial. Depois, Janderson finalizou com tudo e a bola passou pelo lado de fora da rede. Já o Botafogo lamentou mais uma grandiosa oportunidade. Após cruzamento, Pedro Raul escorou e Matheus Babi bateu de primeira, só que a bola explodiu em Jean.

Gol com alívio botafoguense…

A equipe de Eduardo Barroca tentou retomar as rédeas e, de tanto pressionar, saiu na frente com um gol chorado. Após contra-ataque puxado por Bruno Nazário, Pedro Raul esticou a Victor Luis. O lateral alçou e o camisa 9 desviou de cabeça. Jean fez a intervenção mas, na sobra, Matheus Babi fulminou para o fundo da rede.

… mas o Atlético empata e desnorteia o adversário

A euforia do Botafogo, contudo, durou apenas três minutos. A equipe avançou pela direita e passou a bola com tranquilidade. Na área, Zé Roberto ajeitou e Danilo Gomes teve espaço para encher o pé. A bola caprichosamente bateu no travessão antes de entrar. Com muitas brechas para avançar pelos lados, a equipe de Marcelo Cabo não demorou a construir sua vitória.

Dudu avançou pela direita e cruzou rasteiro. Zé Roberto se antecipou a Marcelo Benevenuto e completou para a rede. O técnico Eduardo Barroca promoveu mudanças e teve a chance de igualar quando Matheus Babi encontrou Kalou livre. Mas o marfinense cabeceou em cima de Jean.

Abismo emocional

O contraste entre as duas equipes ficou nítido aos 46 minutos. Jean cobrou tiro de meta e um desvio de cabeça de Zé Welison expôs a defesa desorganizada do Botafogo. Janderson avançou como quis e só tocou para o lado, onde Vitor completou para o fundo da rede. O time de Goiás se safa, enquanto o do Rio de Janeiro não tem mais para onde correr.

Por redação do Sobral Pop News, com informações do Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *